Festivais

Universo Paralello 14 e a reafirmação de um conceito

Universo Paralello 14

Se você gosta de festivais e de música eletrônica certamente já ouviu falar no maior e mais incrível festival nacional: o Universo Paralello, que ocorre a cada dois anos, no Sul da Bahia. Esse ano estivemos no Universo Paralello 14, que trouxe novidades e tradições clássicas, envolvendo artistas nacionais e internacionais. Com um porte desse, nós do Psicodelizando não poderíamos ficar de fora deste evento que estremece o Nordeste brasileiro há 14 anos.

1 1024x682 - Universo Paralello 14 e a reafirmação de um conceito

Foto de Alisson Demetrio do panorama do Universo Paralello 14

Universo Paralello 14

O evento contou com nada mais nada menos que 6 incríveis palcos (Palco Tortuga, 303, Chill Out, UPClub, Palco Paralello e Main Fllor) sem mencionar o espaço Circulou. Por eles passaram artistas das mais variadas esferas da música eletrônica e outros gêneros, indo desde Neelix até Marcelo D2, passando por Astrix, Goa Gil, Vini Vici, 4i20 e muito mais.

Em geral, podemos dizer que ninguém saiu desamparado, tendo em vista que todos os gostos foram contemplados com o melhor dos estilos envolvidos. Por fim, o Sul da Bahia recebeu mais de 20 mil pessoas para um dos maiores espetáculos da música eletrônica do mundo.

O ambiente, a decoração montada e a energia fornecida pelo espaço certamente marcaram a vida de quem esteve presente. Não há como negar e/ou questionar o encanto de um Universo Paralello: o mundo de fato parece outro, os problemas soam distantes e as preocupações irrelevantes.

3 - Universo Paralello 14 e a reafirmação de um conceito

Precisamos pontuar que existe certa singularidade mágica no UP.

Além de envolver a música, o evento contempla ações culturais e artísticas, redução de danos, amizades e bem-estar humano, sem falar de novas abordagens que buscam a melhoria e o desenvolvimento pessoal de seu público.

É simplesmente mágico. Até mesmo o clima parece contribuir para o sucesso do evento, como um cúmplice do espetáculo, sem desejos de o limitar e sim com intenções de intensificá-lo.

Em um sol que normalmente seria insuportável – não fosse o evento – milhares de pessoas iniciaram o ano de 2018 com energias renovadas e projeções inimagináveis.

Entre os participantes, víamos um ambiente conhecido de festivais: o respeito mútuo e a consideração para com o próximo.
Já entre os artistas e o público um novo encanto: parecia acontecer, a cada apresentação, uma nova conciliação entre música ofertada e onda do momento. Tudo caía muito bem.

O evento ocorreu durante incríveis e inesquecíveis sete dias. Reforçando para a cultura eletrônica do país o conceito singular do Universo Paralello, que envolve, entre tantas ofertas, o básico que é: boas atrações. E o inesperado, que é: o encanto pelo momento/ambiente.

Sem dúvidas, não há como negar: o Universo Paralello 14 foi  uma das melhores e maiores experiências para você que curte música eletrônica. No mais, aguarde novas matérias acerca do UP. E passe a se preparar para a edição de 2019 que certamente será duas vezes mais inesquecível!

 

Comente também!

comentários

2 Comments

2 Comments

  1. Pingback: Um panorama do Universo Paralello 14 - Psicodelizando

  2. Pingback: Festival Mundo Psicodélico 2018: nos vemos lá! - Psicodelizando

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Psicodelizando é mantido pela Psicodelia Minha Doce Esquizofrenia, um portal criado para compartilhar ideias, experiências, arte e ativismo. Estamos em conformidade com a lei e não fazemos apologia a nenhum tipo de substância.

Siga-nos

CIMA